César Assis Silva

cesaraugustonet@yahoo.com.br

Currículo Latttes

 

Pesquisa: Língua e cultura na teoria antropológica

O processo político e científico que levou ao reconhecimento jurídico da língua brasileira de sinais (libras) colocou em questão as relações entre as categorias língua e cultura. Recentemente, diversos agentes passaram a conformar a surdez de acordo com um discurso culturalista, estabelecendo uma relação de equivalência entre as categorias libras e cultura surda. Inspirado por essa questão contemporânea, o objetivo da presente investigação é retornar aos clássicos da antropologia para verificar como as categorias língua e cultura foram conceituadas. Espera-se explicitar como autores fundamentais da disciplina (Edward. B. Tylor, Bronislaw Malinowski, Franz Boas, Edward de Sapir, Claude Lévi-Strauss e Pierre Bourdieu) estabeleceram fronteiras simbólicas entre tais categorias, bem como proximidade e distanciamento entre a antropologia e a lingüística. Por fim, a partir de tal reflexão teórica, objetiva-se também avançar na tomada da língua como objeto de uma análise etnográfica.

Palavras-chave: Língua; Cultura; Antropologia Lingüística; Etnografia da língua; Libras; Cultura Surda.

 

Instituição: Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP)

Vínculo: Pós-doutorando

Bolsista FAPESP